Facebook do Troféu Louvemos Instagram do Troféu Louvemos Twitter do Troféu Louvemos

Raquel Carpejani brilha e leva quatro das seis categorias em que concorria

Dona de uma voz única, Raquel Carpejane abrilhantou a 9° edição do Troféu Louvemos o Senhor, ao ser premiada em quatro das seis categorias em que foi indicada, com o CD “Retratos em Canto”.
A artista, que concorreu pela primeira vez, conta como foi, depois de se dedicar a pregações, voltar com um novo trabalho aclamado no cenário católico: “Em 2015 eu vim com plateia, porque não tínhamos lançado nada, nosso último trabalho foi realizado em 2006, o nosso DVD ao vivo. Nós passamos um grande tempo dedicados à missão de pregação, sem produzir. Nós lançamos a canção “Tempo de Celebrar”, e no ano passado fomos convidados a abrir o evento com a música “Ensina-me Tua música”, porque eu lembro que a produção disse que ela retratava o que eles queriam, mostrar que o lugar mais alto, que todos desejam estrar, seja os pés da Cruz”, conta Raquel.

Raquel também conta sobre a preparação do CD e a realização do primeiro trabalho solo: “Esse CD foi muito esperado, porque, na verdade, não fazia parte dos meus sonhos cantar solo. Eu sempre gostei muito de cantar, eu sempre cantei em comunidade, e não imaginava que Deus iria me levar a um trabalho solo. Mas quando veio a proposta, a própria comunidade me apoiou, me incentivou e me empurrou, e eu acolhi como vontade de Deus, acolhi e abracei com todo meu coração. Eu rezei, rezei para escolher cada uma das 10 músicas que entrou no CD”, revela.
Um trabalho que conta histórias. Assim se deu o nome de “Retratos em Canto”, descritos por Raquel como histórias encontradas dentro da missão: “Essas 10 faixas retratam pessoas que eu encontrei dentro da minha missão e não na comunidade. Algumas, sim, mas a maioria não. Então esse CD foi nascendo aos poucos. Ele foi feito com muita paciência”, completa.
A categoria mais esperada da noite, a “Música do Ano”, ficou para a canção “Recebe a nossa Adoração”, produzida por Fábio Gouveia.
“Nós pensamos nos arranjos… eu sou formada em canto popular, canto MPB/JAZZ, então eu gosto muito desse tipo de música, e eu tinha sonhado em ter um CD católico assim. Então, nós convidamos o Fábio Gouveia para produzir o CD, que é um nome muito conhecido nessa área da música instrumental. Ele aceitou. Esse foi o primeiro trabalho católico dele, e ele mergulhou, aceitou, e esse é o resultado. Nós estávamos em oração quando essa música surgiu”, conclui.
Acompanhe, agora, a música premiada na categoria “Música do Ano”, “Recebe a minha Adoração”, por Raquel Carpejane.

<iframe src=”http://player.theplatform.com/p/IfSiAC/qezqf0zd/embed/select/media/Ah23hBNifceJ?form=html” width=”502″ height=”283″ frameborder=”0″ seamless=”seamless” allowfullscreen=”allowfullscreen”></iframe>

Nathalia Lino, da Redação RS21